Última hora

Última hora

Hollande promete apurar rapidamente origem do descarrilamento a sul de Paris

Em leitura:

Hollande promete apurar rapidamente origem do descarrilamento a sul de Paris

Tamanho do texto Aa Aa

As perguntas sobrepõem-se às respostas no mais grave acidente de comboio em França nos últimos 25 anos. A violência do descarrilamento provocou, pelo menos, seis mortos e três dezenas de feridos, oito dos quais em estado grave.

A composição interregional, com 385 passageiros, tinha saído da gare de Paris-Austerlitz em direção a Limoges quando, 26 quilómetros a sul da capital, quatro carruagens saíram dos carris, sem que se saiba ainda porquê. Três abateram-se sobre a plataforma de Brétigny-sur-Orge.

O presidente François Hollande visitou prontamente o local e prometeu explicações o mais rapidamente possível: “Vamos apurar o que aconteceu e tirar as devidas conclusões. Mas agora é tempo de pensar nas vítimas, nas famílias, e louvar o trabalho das pessoas que se mobilizaram.”

A hipótese de excesso de velocidade já foi excluída, sendo que o comboio seguia a 137 quilómetros por hora, abaixo do limite de 150. O acidente produziu-se a 200 metros da gare, onde as agulhas mudam para alternar as linhas. No fim do mês passado, este troço foi alvo de obras de reparação.