Última hora

Última hora

Mães de Srebrenica envolvem-se em escaramuças com a polícia

Em leitura:

Mães de Srebrenica envolvem-se em escaramuças com a polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de mães de vítimas do massacre de Srebrenica foram, hoje, impedidas pela polícia de entrar num armazém agrícola na aldeia vizinha de Kravica. As mulheres pretendiam prestar homenagem aos cerca de mil homens e rapazes muçulmanos bósnios executados no local, em julho de 1995, pelas forças sérvias da Bósnia.

Os ânimos exaltaram-se e pelo menos sete mulheres ficaram feridas. Depois de algumas escaramuças com a polícia, o grupo conseguiu colocar flores e rezar pelos familiares mortos perto do local onde ocorreu o massacre.

As chamadas mães de Srebrenica afirmam ter solicitado o acesso ao armazém, mas o pedido foi negado por se tratar de uma propriedade privada.

A polícia apresenta outra versão e garante ter dado autorização de entrada às cerca de 150 mulheres. Descreve o incidente como um abuso de poder por parte dos agentes envolvidos que promete sancionar.

Recorde-se que, desde o massacre, o acesso ao local nunca foi autorizado.