Última hora

Última hora

Volta a França: Chris Froome vence etapa mais longa e reforça "amarela"

Em leitura:

Volta a França: Chris Froome vence etapa mais longa e reforça "amarela"

Tamanho do texto Aa Aa

Terminou a quase 2 mil metros de altitude a etapa mais longa do centenário da volta a França, que se celebra este ano, e ficou marcada por uma fuga que pode ter decidido, este domingo, o Tour a favor do britânico Christopher Froome, da Sky Pro Cycling.

O primeiro a fugir, nesta 15.a etapa da prova rainha do ciclismo mundial, foi o colombiano Nairo Quintana. Horas antes da partida, à euronews, companheiro de Rui Costa da Movistar mostrava-se confiante numa boa etapa, onde viria a acabar por conquistar a camisola branca, que premeia o melhor jovem do Tour. “Vai ser um dia longo. São 242 quilómetros. Esperamos chegar a Mont Ventoux com pernas e depois a montanha logo decide”, afirmou Quintana, de 23 anos.

O colombiano da Movistar colocou a decisão nas “mãos” da montanha e ela parece ter decidido a favor de Christopher Froome.
A cerca de 10 km da meta, o camisola amarela atacou. O espanhol Alberto Contador, da Saxo-Tinkoff, terceiro da geral, ainda tentou reagir, mas não teve as tais pernas para aguentar.

O ataque do líder do Tour foi tal que pouco depois apanhou mesmo o fugitivo Nairo Quintana. O britânico, de 28 anos, revelou uma frescura impressionante, uma forma física que, a seis etapas do final, deixa poucas dúvidas sobre o vencedor deste centenário da Volta à França. E Alberto Contador já o previa antes da partida.

“Vamos ver como nos sentimos. Pessoalmente, sinto-me cada vez melhor, mas hoje pode ser um dia fácil para a Sky nos controlar porque há apenas uma subida de montanha ja no final da etapa”, afirmava o espanhol, de 30 anos, aos microfones da euronews, antes da partida em Givors.

A verdade é que foi mesmo um bom dia para a Sky, mas acima de tudo para Chris Froome. O camisola amarela, a viver um ano de sonho, voltou a atacar no último quilómetro, deixou o companheiro de fuga para trás e cortou a meta 29 segundos mais cedo do que Nairo Quintana, deixando os concorrentes diretos a mais de um minutos.

Na geral, o holandês Bauke Mollema (Belkin Pro Cycling), que cortou a meta este domingo em oitavo, está agora a 4min14seg do líder do Tour. Alberto Contador, que foi sexto em Mont Ventoux, mantém-se em terceiro, agora a 4min25seg do camisola amarela.

Os dois portugueses em prova tiveram um dia para esquecer. Rui Costa, da Movistar, cortou a meta em 70.° e desceu na geral para o 29.° lugar, a mais de meia hora de Christopher Froome. Sérgio Paulinho, por fim, foi o 121.° do dia e caiu para o lugar 134.

Esta segunda-feira é dia de descanso na Volta a França. On Tour regressa terça-feira, com a 16.a etapa e um percurso de 168 km a ligar Vaison-la Romaine a Gap, no sul dos Alpes.

Esta segunda-feira é dia de descanso na Volta a França.