Última hora

Última hora

Iraque: vaga de atentados provoca 26 mortos diários desde o início de julho

Em leitura:

Iraque: vaga de atentados provoca 26 mortos diários desde o início de julho

Tamanho do texto Aa Aa

O Iraque vive uma nova vaga de violência depois do país ser abalado por uma onda de atentados suicidas, quase em simultâneo, que provocaram mais de 120 mortos desde quinta-feira.

As ações, que voltaram a repetir-se, esta manhã, em Kirkuk, visam as zonas a norte, ocupadas pela população curda e a sul, onde vive a comunidade xiitas.

Na origem dos ataques bombistas estariam, segundo alguns analistas, grupos ligados à comunidade sunita, que se queixa de uma discriminação crescente por parte do governo liderado pelos xiitas.

O dia de domingo tinha terminado com quase 30 mortos depois de vários atentados bombistas em cinco províncias a sul de Bagdade, de maioria xiita.

Desde o início do ano que mais de 2.600 pessoas terão morrido no país na sequência da violência intercomunitária, aparentemente inflamada pelo conflito sírio.

Uma situação, até agora, quase ignorado pela classe política do país quando, desde o início de julho, a vaga de violência provoca uma média de 26 mortes diárias no país.