Última hora

Última hora

Cooperação da União Europeia com Israel não se aplica aos territórios ocupados

Em leitura:

Cooperação da União Europeia com Israel não se aplica aos territórios ocupados

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia garante não ter mudado de posição relativamente a Israel, nas vésperas de ser publicada uma diretiva que clarifica que a cooperação entre a Europa e aquele país não se aplica aos territórios ocupados.

O documento entra em vigor na próxima sexta-feira e vincula todos os Estados-membros.

“Para quem acompanha esta matéria, o documento está em conformidade, mais uma vez, com a posição defendida pela União Europeia há muito tempo: os colonatos israelitas são ilegais à luz da lei internacional e também segundo a posição que já mencionei. A União Europeia não reconhece a soberania de Israel sobre os territórios ocupados”, disse Maja Kocijancic, porta-voz da Comissão Europeia.

Para Israel, o tempo é de preocupação e de ansiedade.

“Os europeus estão outra vez a cometer um grande erro. Sempre quiseram ter um papel de destaque nos processos de paz, mas mais uma vez estão a mostrar-nos que não podem ter um papel de relevo porque não têm uma atitude equilibrada perante o conflito israelo-palestiniano”, afirmou Silvan Shalom, ministro israelita do Desenvolvimento Regional.

A diretiva especifica que “todos os acordos entre Israel e a União Europeia devem indicar de forma clara e explícita que não se aplicam aos territórios ocupados por Israel em 1967”.

“Sou completamente contra a decisão de diferenciar os colonatos de Israel. Há judeus a viver aí e somos todos israelitas. Eles são israelitas, nós somos israelitas. Não havia de haver diferenças entre nós”, disse uma habitante da Cisjordânia.

A Organização para a Libertação da Palestina saudou a iniciativa, considerando que se “está a passar das conversas e das denúncias à prática, com passos concretos e políticas efetivas”.