Última hora

Última hora

Refugiados: pior que a Síria só o Ruanda

Em leitura:

Refugiados: pior que a Síria só o Ruanda

Tamanho do texto Aa Aa

O conflito sírio provocou o maior fluxo de refugiados dos últimos 19 anos. Um número, até agora, apenas ultrapassado pelo genocídio no Ruanda.

O alerta é dado pelo Alto-comissário das Nações Unidas para os refugiados.

“Desde o genocídio no Ruanda, há cerca de duas décadas, que não assistíamos a tamanho fluxo de refugiados. O povo sírio está a sofrer profundamente, sofrimento esse que se agrava com as altas temperaturas registadas no verão e com mês sagrado do Ramadão. Os países vizinhos da Síria acolheram muitos refugiados e salvaram milhares de vidas, mas esta generosidade está a sair muito cara.” afirma António Guterres.

O antigo chefe de governo português estima que cerca de 6000 sírios abandonem todos os dias o país. Perto de dois milhões terão sido acolhidos em países como o Líbano, Iraque, Jordânia e Turquia. Na Síria, e segundo dados das Nações Unidas, quatro milhões de pessoas precisam de ajuda, mas as agências humanitárias pouco ou nada podem fazer devido aos limites impostos pelo regime e pela oposição.