Última hora

Última hora

Snowden pede "asilo temporário" à Rússia apesar de condições impostas por Putin

Em leitura:

Snowden pede "asilo temporário" à Rússia apesar de condições impostas por Putin

Tamanho do texto Aa Aa

Edward Snowden entregou um pedido de asilo temporário à Rússia, enquanto aguarda a resposta para poder instalar-se num país da América Latina.

O advogado do “denunciante” do escândalo de espionagem do governo norte-americano, confirmou, ao início da tarde, que Snowden entregou os documentos necessários para poder permanecer na Rússia por tempo indefinido.

O presidente russo, Vladimir Putin, tinha lembrado ontem as condições para aceitar o pedido de Snowden.

“Disse-lhe que podia ficar no país se assim o desejasse, mas que tinha que suspender as suas atividades políticas. Mantemos certas relações com os Estados Unidos e não queremos que as nossas atividades perturbem as relações bilaterais. Ele recusou e disse que está apenas à espera da oportunidade de poder viajar para outro país. Ele sabe quais são as condições para que a Rússia lhe conceda asilo político”.

O antigo funcionário dos serviços secretos, acusado de espionagem por Washington, encontra-se retido no aeroporto de Moscovo desde 23 de junho, depois de abandonar Hong Kong.

Snowden tinha já requerido asilo a cerca de 21 países, entre os quais Espanha, França e Brasil. Apenas a Venezuela e a Bolívia deixaram até agora, em aberto, a possibilidade de acolher o denunciante.