Última hora

Última hora

Estados Unidos: sábado será o "Dia de Trayvon Martin"

Em leitura:

Estados Unidos: sábado será o "Dia de Trayvon Martin"

Tamanho do texto Aa Aa

Face às manifestações violentas de protesto contra a absolvição de George Zimmerman pela morte de Taryvon Martin, a polícia de Los Angeles já anunciou tolerância zero.

Na segunda-feira cerca de duas dezenas de pessoas foram detidas por agressões e destruição de montras e viaturas.

O secretário de Estado da Justiça, Eric Holder, voltou a apelar a uma reflexão nacional sobre o conceito de auto-defesa e os conflitos de vizinhança. “É nossa obrigação coletiva assegurar que a lei reduz a violência e olhar atentamente para as leis que contribuem para mais violência em vês de a prevenirem”, afirmou.

Mas o movimento de protesto contra o veredito do tribunal da Flórida continua a crescer. O próximo sábado foi declarado o “Dia de Trayvon Martin” e estão previstas manifestações numa centena de cidades.

Diversas figuras públicas como o reverendo Al Sharpton incitam ao protesto:
“No sábado à noite, com o veredito, perdemos uma batalha, mas a guerra não terminou e tencionamos lutar. Antes de começarmos, deixem-me pedir a todos os que participem que o façam de uma forma pacífica e não violenta”.

Também o cantor Stevie Wonder se junta à onda de contestação afirmando que não voltará a fazer concertos na Florida e nos estados em que a lei não seja respeitada.