Última hora

Última hora

Alexei Navalny, opositor n.° 1 de Putin, condenado a 5 anos de trabalhos forçados

Em leitura:

Alexei Navalny, opositor n.° 1 de Putin, condenado a 5 anos de trabalhos forçados

Tamanho do texto Aa Aa

“Liberdade para Navalny” era o grito de milhares de apoiantes do opositor número um de Vladimir Putin. Alexei Navalny foi condenado, esta quinta-feira, a cinco anos de trabalhos forçados por desvio de fundos.

“Isto é completamente ilegal, é o resultado de uma ordem política vinda de cima. Todos aqui percebemos que, se não nos insurgirmos, pode acontecer a qualquer um de nós”, explica um manifestante.

Com 37 anos de idade, Navalny, advogado de formação, é conhecido pela luta contra a corrupção, na Rússia. O tribunal de Kirov considerou-o culpado do desvio de 16 milhões de rublos – cerca de 400 mil euros, em 2009, quando era consultor do governo regional.

A Amnistia Internacional considera o processo “uma palhaçada” e vários opositores do regime denunciam um “caso fabricado do princípio ao fim”.

O próprio Navalny diz tratar-se de uma “vingança política”.

Yulia, a mulher de Navalny, agradece o apoio de todos os que se deslocaram a Kirov: “Contamos muito com o vosso apoio. E o mais importante, agora, é continuarmos o nosso trabalho e mostrar a nossa solidariedade para com o Pyotr Ofitserov [igualmente condenado no mesmo processo] e o Alexei. Havemos de ganhar e, acreditem, no final tudo será maravilhoso. Obrigada.”

Navalny manifestara-se interessado nas presidenciais de 2018. Se a pena for confirmada pelo tribunal de segunda instância, nunca mais será elegível.