Última hora

Última hora

"Só Deus Perdoa" Kristin Scott-Thomas

Em leitura:

"Só Deus Perdoa" Kristin Scott-Thomas

Tamanho do texto Aa Aa

“Só Deus Perdoa”, um filme passado em Bangkok onde Kristin Scott-Thomas é uma mãe loira, que fuma cigarros em cadeia, em busca de vingança pela morte do filho.

Ryan Gosling reúne-se com o realizador dinamarquês Nicolas Winding Refn e descreve o que o atraiu no papel.

Ryan Gosling: “Não é como um personagem tradicional. Ele não tem passado, nem futuro. Não é algo que se possa fazer o mesmo tipo de pesquisa que se faria para um papel normal. É mais um veículo para o público experimentar este mundo que o Nicolas (Winding Refn) estava a criar.”

Kristin Scott Thomas: “Na verdade não acho que seja uma questão de gosto neste filme. Acho que ou se quer entrar nesta jornada, ou não. Fazer parte de um projeto como este é uma grande emoção, porque não há muitos…Muitas coisas tendem a agradar a todos para fazer mais dinheiro, mas isto é diferente.”

O filme dividiu os críticos na estreia mundial no Festival de Cannes pela violência excessiva.

Nicolas Winding Refn: “O que aprendi com isso? Não muito mais do que a não me preocupar com as opiniões das outras pessoas.”

“Só Deus Perdoa”, nos cinemas a 25 de julho.