Última hora

Última hora

Reféns espanholas libertadas

Em leitura:

Reféns espanholas libertadas

Tamanho do texto Aa Aa

Após dois anos de cativeiro duas reféns espanholas, foram libertadas. As duas mulheres trabalhavam no campo de refugiados de Dadaab, no Quénia, quando foram raptadas, em outubro de 2011, e mantidas em cativeiro na Somália.

“Foi um longo cativeiro. Os Médicos Sem Fronteiras fizeram um trabalho, realmente, notável e o governo seguiu desde o primeiro dia e tomou posição sobre este sequestro e é, realmente, uma notícia magnífica”, afirmou o Ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol.

Montserra Serra e Blanca Thiebaut faziam parte da equipa dos Médicos Sem Fronteiras ocupando-se de operações logísticas naquele que é considerado o maior campo de refugiados. Aqui permanecem cerca de 500 mil pessoas que fogem dos conflitos na Somália.