Última hora

Última hora

Alberto II apela à unidade dos belgas

Em leitura:

Alberto II apela à unidade dos belgas

Tamanho do texto Aa Aa

Ultimam-se os preparativos na Bélgica para domingo, Dia Nacional, este ano marcado pela abdicação de Alberto II e pela subida ao trono do príncipe herdeiro, Filipe.

Dada a atual situação política do país, nem todos se conformam com a passagem de testemunho.

No último discurso à nação, enquanto rei, Alberto II apelou à unidade:

“É com emoção que me dirijo à nação pela última vez, enquanto rei. Se perguntem quais são os meus desejos para o futuro: que a Bélgica se mantenha coesa.”

Uma mensagem dirigida, sobretudo, à região da Flandres, no norte da Bélgica.

A abdicação anunciada no início do mês foi justificada por razões de saúde. Alberto II pede, agora, aos belgas que apoiem os futuros monarcas:

“Formam um excelente casal ao serviço do país e têm toda a minha confiança.

O filho mais velho de Alberto II e Paola herda um país dividido e as legislativas do próximo ano prometem ser o primeiro grande teste do novo monarca.

Afetada por vários escândalos, a imagem da família real já não é o que era. Uma situação que Filipe vai tentar, agora, alterar.