Skip to main content

|

Christopher Froome disse que aguardava apenas pela penúltima etapa para festejar o triunfo no Tour. Este sábado, esse dia chegou.

O ciclista britânico da Sky resistiu à última etapa de montanha entre Annency e Semnoz e confirmou a camisola amarela ao cortar a meta em terceiro lugar.

O grande derrotado da 20ª e penúltima etapa do Tour foi Alberto Contador, que perdeu mais 2“29 e caiu para o quarto lugar da classificação geral.

E se Contador – favorito ao triunfo final – está virtualmente fora do pódio de Paris, a culpa é do jovem Nairo Quintana de 23 anos. O colombiano confirmou-se como a grande revelação do Tour ao vencer a etapa deste sábado.

Quintana e Joaquin Rodriguez impuseram o ritmo no grupo de fugitivos da etapa composto pelos três favoritos. Contador não teve pernas para seguir o colombiano e o espanhol e Froome acompanhou a dupla com muita fadiga. A um quilómetro da meta, o colombiano lançou-se isolado ao ataque da etapa que festejou sem qualquer oposição. Um triunfo que valeu a Quintana a conquista da camisola de montanha e da camisola branca, que premeia o melhor jovem da prova.

Depois de duas vitórias de Rui Costa, Quintana alcançou o terceiro triunfo da Movistar no Tour e hipotecou o segundo lugar do pódio em Paris.

O português, fiel companheiro de Quintana dia e noite neste Tour, perdeu dois lugares na classificação geral e ocupa a 27ª posição.

A etapa deste domingo entre Versalhes e Campos Elísios servirá para pôr à prova os sprinters e deverá consagrar o trio vencedor da classificação geral composto por Froome, Quintana e Rodriguez.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login