Última hora

Última hora

Bélgica: 1.º dia de trabalho do Rei Philippe

Em leitura:

Bélgica: 1.º dia de trabalho do Rei Philippe

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro dia útil de trabalho para o novo Rei dos Belgas. Como é protocolar, o primeiro-ministro, Elio Di Rupo, e restantes membros do governo reuniram-se com o monarca e apresentaram uma demissão, dita de cortesia. O Rei Philippe recusou o pedido.

O presidente português já enviou uma mensagem de felicitações ao novo monarca. Em nome dos portugueses, Cavaco Silva formulou “sinceros votos de esperança neste momento de renovação geracional” na Bélgica.

A passagem de testemunho, que estava a ser preparada há bastante tempo, ocorreu este domingo, 21 de julho, dia nacional da Bélgica. O Rei Alberto II tinha anunciado a sua intenção de abdicar por causa da idade avançada – 79 anos – e do estado de saúde, que já não lhe permitia “exercer as funções como desejava”.

Aos 53 anos, Phillippe assume as rédeas de um reino dividido e terá como prioridade, procurar manter a unidade entre francófonos e flamengos, estes últimos mais inclinados para uma cisão do país. Na Bélgica, muitos interrogam-se sobre a capacidade do novo monarca – conhecido pela sua timidez – em manter a Flandres e a Valónia no mesmo reino.