Última hora

Última hora

É como caminhar em Marte

Em leitura:

É como caminhar em Marte

Tamanho do texto Aa Aa

O objetivo da exposição “Visões do Universo”, no museu marítimo, em Greenwich, Inglaterra, é dar a sentir o que seria uma visita real a Marte.
A instituição britânica reuniu uma centena de imagens captadas pela NASA, pelo programa espacial russo e por alguns dos mais poderosos telescópios espalhados pelo mundo.

“É uma escala enorme, mais de 13 metros de largura com uma forma ligeiramente côncova, dá a impressão que estamos mesmo na superfície de Marte. É algo que não é possível experimentar em mais lado nenhum do mundo”, diz Kristian Martin, curador da exposição.

“Pessoalmente, teria medo de entrar numa nave espacial e ir até Marte. Então decidimos trazer Marte até aqui. É fabuloso sentir como se estivessemos num mundo extraterrestre. Por exemplo, o sol está mais longe em Marte e por isso parece mais pequeno no çéu. O pôr do sol é o oposto do pôr do sol na terra”, explica a astrónoma Radmilla Topalovic.

A mostra pode ser visitada até 15 de Setembro.