Última hora

Última hora

O papa é brasileiro durante os próximos seis dias

Em leitura:

O papa é brasileiro durante os próximos seis dias

Tamanho do texto Aa Aa

O Papa Francisco aterra, ao final da tarde, no Rio de Janeiro para uma visita de seis dias para presidir às 28as jornadas mundiais da juventude.

O sumo pontífice descolou esta manhã do aeroporto de Roma para 9.200 quilómetros de viagem, antes de um banho de multidão no continente onde nasceu.

Uma visita rodeada de medidas de segurança excecionais após as manifestações das últimas semanas no Brasil. O grupo de “hackers” anonimous convocou pelo menos duas concentrações para alertar o papa para a situação da corrupção e dos serviços públicos no país.

O papa deverá, no entanto, e pela primeira vez em 30 anos, utilizar o papamóvel descapotável nas suas deslocações, uma forma, segundo o Vaticano, de aproximar o santo padre das multidões.

Na agenda do papa encontra-se uma missa na praia de Copacabana, na sexta-feira e a deslocação a uma favela, para lá das reuniões com a presidente Dilma Rousseff e altos responsáveis brasileiros.

Uma deslocação que ocorre uma vez mais quando o país com a maior população católica do mundo enfrenta uma concorrência rude por parte das igrejas evangélicas.