Última hora

Última hora

China: 422 réplicas após dois terramotos de ontem em Gansu

Em leitura:

China: 422 réplicas após dois terramotos de ontem em Gansu

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de dois terramotos, ontem, o mau tempo ameaça dificultar os trabalhos de resgate das vítimas na província chinesa de Gansu, no leste do país.

Os serviços meteorológicos anunciam fortes tempestades na região onde pelo menos 94 pessoas morreram e 500 ficaram gravemente feridas, na sequência de dois sismos na manhã de segunda-feira. Mais de 6 mil polícias, bombeiros e militares encontram-se no local, abalado desde ontem por 422 réplicas que varreram povoações inteiras do mapa.

Os sismos de 5,9 e 5,6 de magnitude registaram-se, com um intervalo de uma hora, nos condados de Zhangxian e Minxian, 170km a sudeste da capital da província de Guansu, numa zona densamente habitada da região quase desértica.

Quase seis mil casas ficaram totalmente destruídas e mais de 73 mil encontram-se seriamente danificadas.

Segundo as autoridades locais, 27 mil pessoas ficaram sem casa, tendo sido provisoriamente instaladas em campos de refugiados na zona.

Um terramoto de 6,6 de magnitude tinha atingido a região vizinha de Sichuan, em Abril, provocando 164 mortos e mais de 6 mil feridos.