Última hora

Última hora

Indonésia: Uma centena de imigrantes clandestinos desaparecidos no mar

Em leitura:

Indonésia: Uma centena de imigrantes clandestinos desaparecidos no mar

Tamanho do texto Aa Aa

Alguns tiveram sorte: 157 imigrantes clandestinos foram salvos, ao largo da Indonésia. O barco onde viajavam, rumo à ilha australiana do Natal, naufragou. Estima-se que cerca de uma centena de pessoas esteja ainda desaparecida, o que leva a recear o pior. Confirmados estão, para já, sete mortos, incluindo dois bebés e uma mulher grávida.

Para Kevin Rudd, o primeiro-ministro australiano, que visa uma reeleição e aposta no reforço das políticas anti-imigração ilegal, já chega: “Isto mostra bem a necessidade de mudar as políticas de asilo na Austrália, de dizer aos ‘passadores’: parem de enviar pessoas para a Austrália de barco. Já houve demasiados afogamentos, demasiados naufrágios, demasiados inocentes perdidos no mar.”

Este novo acidente ocorre dez dias depois de a Austrália ter assinado um acordo com a ilha vizinha da Papua-Nova Guiné. Todos os imigrantes clandestinos chegados à Austrália de barco serão expulsos para os países de origem ou, se não aceitarem, para a Papua-Nova Guiné.

Só este ano, 15 mil clandestinos já chegaram à Austrália, de barco. Vêm maioritariamente do Afeganistão, do Irão e do Sri Lanka e largam amarras da Indonésia.