Última hora

Última hora

China: Bo Xilai acusado formalmente de corrupção e abuso de poder

Em leitura:

China: Bo Xilai acusado formalmente de corrupção e abuso de poder

Tamanho do texto Aa Aa

O político chinês que, até há alguns meses, era apontado como um possível sucessor à liderança do país, regressou hoje à barra dos tribunais.

O tribunal popular de Jinan acusou formalmente Bo Xilai de suborno, corrupção, desvio de fundos e abuso de poder. Acusações que representam o último passo antes do julgamento que, segundo algumas fontes, poderia iniciar-se dentro de um mês.

A esposa de Bo, assim como um dos seus próximos colaboradores já tinham sido condenados, respetivamente, à morte, em pena suspensa, e a 15 anos de prisão, pelas mesmas acusações.

O processo tem como pano de fundo as lutas internas dentro do partido comunista, como sublinha o analista Zhang Lifan:

“Num sistema onde a corrupção se tornou a norma, qualquer político derrotado numa luta pelo poder pode ser acusado de cometer irregularidades e, assim, terminar acusado de corrupção. Este processo quer dizer antes de mais que esta pessoa não saiu vitoriosa da luta pelo poder”.

Bo Xilai, apontado como um conservador, próximo dos ideiais maoistas era visto como o principal adversário do setor mais liberal do partido comunista chinês, encarnado pelo novo presidente Xi Jiping.

As acusações de que é alvo Bo são passíveis da pena de morte, mas segundo vários analistas, o político deverá terminar condenado a uma pena de prisão perpétua.