Última hora

Em leitura:

Como evitar a extinção dos rinocerontes de Samatra?


science

Como evitar a extinção dos rinocerontes de Samatra?

Em parceria com

O jardim zooloógico de Cincinati, nos Estados Unidos, decidiu acasalar dois rinocerontes de Samatra para evitar a extinção da espécie.

Suci tem nove anos e deverá ser cruzada com o irmão mais velho que vive no jardim zooloógico de Los Angeles.

O rinoceronte de Samatra é o mais pequeno e o que possui as características genéticas mais antigas, entre os vários membros da espécie.

O jardim zooloógico de Cincinati é o único que tem um programa de reprodução em cativeiro da espécie oriunda do sudeste asiático.

A população diminiu 90 por cento desde os anos 80. Mas alguns biólogos são contra este tipo de cruzamento por produzir crias frágeis incapazes de sobreviver na natureza.

Ao mesmo tempo, o jardim zoológico Adelaide, na Austrália, celebra o nascimento de dois reptéis que também pertencem a uma espécie ameaçada de extinção.

Onze pequenas tartarugas do Pantâno Ocidental estão a ser criadas em cativeiro para depois serem libertadas no meio natural.

“É vital devolve-las à vida selvagem e aumentar a população porque estamos a lidar com uma espécie em vias de extinção. Temos algumas limitações quantos aos locais onde podemos libertá-las. Muitos estão sobrelotados. No âmbito do programa de reprodução estamos à procura de novos locais”, afirma Bradie Durell, técnico do jardim zoológico de Perth.

O período de incubação dos ovos dura cinco meses. As tartarugas são pesadas, medidas e observadas regularmente para prevenir eventuais doenças.

O programa de reprodução em cativeiro do jardim zoológico de Adelaide é realizado em parceria com o de Perth.

No total, nos últimos 25 anos foram criados 600 indivíduos. 180 regressaram com sucesso à vida selvagem.

As tartarugas fazem parte do grupo de répteis mais primitivos. Evoluíram para a forma actual há mais de 200 milhões e mudaram muito pouco desde então.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

science

O cérebro em 3D como nunca o viu