Última hora

Última hora

Guerra na Síria já matou 100.000 pessoas

Em leitura:

Guerra na Síria já matou 100.000 pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra na Síria já matou mais de 100.000 pessoas – quem o garante é o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

A ONU confirma assim o número que tinha já sido avançado pela oposição síria.

Na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, Ban Ki-moon recebeu o secretário de Estado norte-americano John Kerry, que diz que o país não vai intervir militarmente.

“O conflito já dura há quase dois anos e meio. Mais de 100.000 pessoas morreram. Milhões tiveram de se deslocar ou refugiar nos países vizinhos. Temos que pôr fim a esta situação”, disse Ban Ki-moon.

John Kerry afirmou: “Não há uma solução militar para a Síria. Só há uma solução política. Isso necessita uma liderança capaz de trazer as pessoas para a mesa de negociações”.

A violência na Síria não dá tréguas. Na capital, Damasco, a explosão de um carro armadilhado matou sete pessoas e feriu mais de 60, esta quinta-feira.

O governo de Bashar el-Assad culpa os rebeldes, a quem chama terroristas, por este ataque sangrento. As forças governamentais dominam agora a capital, enquanto os rebeldes detêm várias zonas à volta de Damasco.