Última hora

Última hora

Mama Rosin e Phoenix no festival Paléo

Em leitura:

Mama Rosin e Phoenix no festival Paléo

Tamanho do texto Aa Aa

O ritmo folk dos “Mama Rosin” marcou a abertura do Festival Paléo, na cidade de Nyon, perto de Genebra. O trio suíço mistura o folclore cajun dos antigos imigrantes acadianos da Lousiana com o ‘garage rock’.

Os “Phoenix” também marcaram presença em Nyon. O grupo francês de indie pop lançou o último álbum, “Bankrupt!” em Abril.

Destaque ainda para o folk-pop de Sophie Hunger. O último disco da cantora suíça, “The Danger of Light”, saiu em 2012.

Para o palco chamado “Aldeia do Mundo”, o festival convidou os “Shangaan Electro”. O grupo sul-africano aposta na fusão entre música eletrónica e ritmos tradicionais.

“Estamos virados para as músicas do mundo feitas pelos jovens de hoje, músicas mais urbanas, artistas que misturam folclore et rock, hip pop e música eletrónica. Não queríamos fazer um festival de etno-musicologia mas mostrar o que fazem atualmente jovens de outras partes do mundo”, explica Jaques Monnier, programador do Festival.

Os ritmos festivos e dançantes prosseguiram com o afro-beat dos Mokoomba. Os seis músicos do Zimbabué cantam na língua do povo Tonga.

Neil Young já tinha estado no Festival Paléo mas há vinte anos. Este ano a lenda do rock regressou aos palcos alpinos com os “Crazy Horse”, a banda que o acompanha desde o início da carreira.