Última hora

Última hora

Apoiantes de Morsi dispostos a "lutar até o fim"

Em leitura:

Apoiantes de Morsi dispostos a "lutar até o fim"

Tamanho do texto Aa Aa

Um hospital de campo repleto de feridos no Cairo, assim está a capital do Egito, depois de violentos confrontos entre partidários do presidente deposto Mohamed Morsi e o exército. Pelo menos 72 pessoas já perderam a vida. Neste domingo de manhã, os confrontos voltaram com um vigor renovado, e de acordo com os médicos, as primeiras vítimas procuraram ajuda de madrugada. Os manifestantes exigem o regresso ao poder de Morsi e prometem “lutar até o fim”, apesar das ameaças policiais.

Salam Ahmed, apoiante de Mohammed Morsi: “Deixei minha família e minha casa para se juntar ao protesto sentado, porque descobri que o regime de Mubarak ainda controla o país.”

A situação também é tensa noutras partes do país. A noite de sábado para domingo ficou marcada por vários conflitos, incluindo em Port Said, onde há notícia de 15 feridos.