Última hora

Última hora

Cerimónias fúnebres pelas vítimas do descarrilamento de comboio em Santiago de Compostela

Em leitura:

Cerimónias fúnebres pelas vítimas do descarrilamento de comboio em Santiago de Compostela

Tamanho do texto Aa Aa

É a última homenagem às 79 das vítimas do acidente de comboio em Santiago de Compostela, da quarta-feira passada.
Os Príncipes Filipe e Letízia e a Infanta Helena marcaram presença nas cerimónias fúnebres, em representação da monarquia. Também o presidente do governo espanhol Mariano Rajoy, ele próprio natural desta região, esteve na catedral da cidade galega.

A missa foi conduzida pelo arcebispo de Santiago de Compostela, Julián Barrio

Entretanto, o maquinista do comboio terá admitido em tribunal, que pensava estar num outro troço da via ferroviária e que acabou por travar tarde de mais. A notícia é avançada por vários meios de comunicação espanhóis.

Francisco José Garzón foi ouvido na noite de domingo pelo juiz Luis Aláez e terá confirmado a versão inicial de que o comboio circulava a 190 km/h na aproximação a uma curva que deve ser feita a 80 km/h.