Última hora

Última hora

Equatoriano "Chucho" Benítez morre por falha cardíaca

Em leitura:

Equatoriano "Chucho" Benítez morre por falha cardíaca

Tamanho do texto Aa Aa

O avançado equatoriano Christian Benítez, conhecido pela alcunha “Chucho”, morreu esta segunda-feira de manhã, no Qatar, vítima de falha cardíaca. O futebolista, que há um ano chegou a ser apontado ao Sporting, tinha 27 anos e tinha acabado de se estrear pelo novo clube, o Al Jaish, este domingo.

As complicações de saúde do jogador terão tido origem numa situação de peritonite, que se agravou e o colocou em coma, tendo a paragem cardiorrespiratória acontecido de seguida.

Benítez terá queixando-se de fortes dores abdominais e foi transportado para um hospital do Qatar, onde viria a morrer poucas horas depois, segundo explicou o próprio clube, o Al Jaish, através do Twitter.

Um dos primeiros a dar a notícia da morte de Christian Benítez foi o companheiro de seleção, Antonio Valencia, jogador do Manchester United. “Irmão, por favor… alguém, por favor… Digam-me que isto não é verdade”, escreveu Valencia através da conta pessoal no Twitter.

Com 58 jogos e 24 golos pela seleção do Equador, “Chucho” Benítez passou pelo El Nacional (Equador), pelo Santos Laguna (México), pelo Birmingham City (Inglaterra) e tinha acabado de se transferir do América do México para o Al Jaish (Qatar), por cerca de 7,5 milhões de euros, depois de ter sido relacionado também com o tottenham, treinado pelo português André Villas Boas, e o Atlético Madrid, onde terá sido avaliado como provável sucessor de Radamel Falcao.

que há um ano chegou a ser apontado ao Sporting, morreu esta segunda-feira, no Qatar.

O futebolista tinha vinte e sete anos e não resistiu a uma alegada falha cardiaca fulminante.

Ex-jogador do Birmingham, Benítez, conhecido pela alcunha “Chucho”, foi apontado já esta época ao Tottenham, de André Villas Boas, e ao Atlético de Madrid, onde era visto como um dos possíveis sucessores de Radamel Falcao.

Internacional pelo Equador, Benítez alinhava atualmente no Al Jaish, do Catar, equipa pela qual se havia estreado este domingo.