Última hora

Última hora

Femen acusam polícia ucraniana de "sequestro" durante visita de Putin ao país

Em leitura:

Femen acusam polícia ucraniana de "sequestro" durante visita de Putin ao país

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo feminista FEMEN acusa as autoridades ucranianas de sequestro, durante a visita do presidente russo Vladimir Putin ao país.

Três militantes do movimento e um fotojornalista foram ontem condenados por vandalismo depois de passarem uma noite em prisão preventiva.

Uma detenção ilegal para as ativistas que afirmam terem sido raptadas e espancadas por membros dos serviços secretos, antes de serem entregues à polícia.

“Para nós é clara ligação entre o que aconteceu e a visita de Putin e do patriarca ortodoxo, uma vez que sempre os criticamos e foram alvo das nossas ações no passado”, afirma a ativista Anna Hutsol.

As autoridades ucranianas afirmam por seu lado que o grupo teria sido detido durante um protesto na capital, negando as acusações de violência.

A detenção coincidiu com a visita do presidente russo Vladimir Putin ao país para celebrar o milésimo vigésimo quinto aniversário do antigo principado de Kiev.