Última hora

Última hora

Recessão espanhola abranda

Em leitura:

Recessão espanhola abranda

Tamanho do texto Aa Aa

O governo de Espanha garante que o país está pronto para voltar ao crescimento e está na altura de passar das más às boas notícias, apesar do país estar em recessão há dois anos.

A contração da economia esteve ao nível mais baixo desde que a última recessão começou, em parte graças aos setores do turismo e da agricultura. O desemprego desceu pela primeira vez em dois anos, o que para o ministro do orçamento é uma luz ao fundo do túnel: “A partir de agora enfrentamos um caminho diferente em termos de recuperar a atividade económica, fortalecer o nosso crescimento económico e chegar, mais cedo do que tarde, à criação de emprego”, disse Cristóbal Montoro.

O Produto Interno Bruto espanhol não tem parado de cair desde a segunda metade de 2011. Mesmo se o ritmo da queda abrandou durante os três primeiros trimestres do ano passado, a queda voltou a acentuar-se.

No último trimestre, a descida do PIB foi de apenas 0,1% em relação aos três meses anteriores.

Quanto ao desemprego, houve uma queda ligeira, em parte graças às variações sazonais. Foi a primeira vez em mais de dois anos que os números desceram, mas a taxa continua acima dos 26%, mais do dobro da média da União Europeia.

O desemprego de longa duração continua a ser o maior problema. Grande parte dos quase seis milhões de desempregados espanhóis não tem trabalho há mais de um ano.