Última hora

Última hora

Aumento de 23% na morte de civis afegãos

Em leitura:

Aumento de 23% na morte de civis afegãos

Tamanho do texto Aa Aa

O número de vítimas civis no Afeganistão aumentou 23% durante o primeiro semestre quando falta ano e meio para a retirada das tropas da NATO. Entre 1 de Janeiro e hoje o conflito entre os talibãs e o governo apoiado pela coligação internacional provocou 1319 mortos e 2533 feridos entre os civis.

A diretora para os direitos da MANUA, Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão explica que entre “os principais fatores que levaram ao aumento de vítimas civis está o aumento de engenhos explosivos improvisados usados pelas forças antigovernamentais, em especial nas áreas frequentadas por civis como bazares, mercados, estradas movimentadas ou outros locais”.

De sublinhar também no relatório da MANUA um crescimento de 30 % de crianças mortas.

A ação das forças da NATO com aviões não tripulados também terá contribuído para o aumento de vítimas civis. Larry Lewis, perito americano do Centro para Análises da Marinha norte-americana argumenta que os drones provocam 10 vezes mais mortes civis.