Última hora

Em leitura:

Feministas georgianas protestam contra "certificados de virgindade"


Geórgia

Feministas georgianas protestam contra "certificados de virgindade"

Um grupo de feministas da Geórgia realizou um protesto contra o que chamam de controlo público da virgindade das mulheres.
A manifestação foi realizada esta terça-feira em frente a um instituto do Estado, onde alegadamente, muitos pais levam as filhas, antes de se casarem, para que se verifique se são virgens ou não.

Uma das mulheres presentes no protesto em Tblisi, explica que “sendo a Geórgia é um país patriarcal, provavelmente a chamada instituição da virgindade existe e é bastante importante. Mas quando o Estado encoraja a discriminação das mulheres- um tratamento abusivo para as mulheres- é inaceitável. É disso que se trata: um ser humano tem de ter um certificado de virgindade. Também significa que não há confiança na mulher e que está sujeita a uma pressão psicológica e a violência. A mulher tornou-se numa vítima e isso é aceite pela lei da Geórgia.”

O governo da Geórgia garante que estas acusações são falsas e que os exames de virgindade só são realizados naquele instituto, por exemplo, em casos em que é necessário provar que houve violação.
Além disso, as autoridades lembram que para verificar se uma mulher é virgem ou não, não há necesside de recorrer a nenhum instituto especial, já que qualquer clínica o pode fazer.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Galiza: confirmada comunicação interna antes do acidente