Última hora

Última hora

Robert Mugabe vai nacionalizar bancos e minas dos brancos do Zimbabué

Em leitura:

Robert Mugabe vai nacionalizar bancos e minas dos brancos do Zimbabué

Tamanho do texto Aa Aa

Aos 89 anos, Robert Mugabe continua cheio de energia a provocar o mundo inteiro. Depois de 33 anos no poder, ainda mantêm a mesma lógica guerreira, a mesma obssessão com o colonialismo, como demonstrou num comício de apoiantes do ZANU-PF no dia 5 de julho.

“É preciso exercer uma real, uma verdadeira força, vigorosa, devastadora luta, e deve ser a luta das nossas vidas.”

O combate político de Robert Mugabe começou nos anos 60, quando tinha 36 anos e o Partido Nacional Democrático, tinha sido ilegalizado pelo regime branco de Ian Smith, na época em que o Zimbabué se chamava Rodésia.

Robert Mugabe foi um dos signatários do acordo de Lancaster House, que deram estatuto legal à independência da antiga colónia britânica e uma constituição democrática.

Depois de 90 anos de colonialismo britânico, a bandeira do Reino Unido foi recolhida difinitivamente em Salysbury, atual Harare. Mugabe ganhou, então, as eleições supervisionadas por Londres, sendo nomeado primeiro-miinistro.

Reconciliado com o rival do ZAPU, Joshua Nkomo, Mugabe fusionou os dois partidos (ZAPU et ZANU) e mudou a Constituição em 1987 para estabelecer um regime presidencialista.

A partir daí, Robert Mugabe ganhou as eleições presidenciais, mas foi suspeito de fraude eleitoral em todas elas. Tomou decisões muito controversas, como a expropriação, no ano 2000, das quintas que pertenciam aos brancos. Agora anuncia que as minas e bancos dos brancos devem passar a ser propriedade dos negros, apesar de todos terem a mesma nacionalidade:

“A cultura indígena e a autonomia vão permitir alargar a apropriação dos povos autóctones no campo da economia, para lhes ser reconhecido o direito à soberania”.

O Reino Unido e os aliados ocidentais são alvo tradicional dos ataques verbais de Mugabe, que se convenceu que as sanções económicas é que provocaram a crise económica. Também elucida a população quanto à hossexualidade:

“Aqui não há liberdade de casar com outro homem, ou de uma mulher casar com outra. Aqui esse tipo de liberdade não existe.”

Nestes últimos dois anos, Mugabe fez uma dezena de viagens a Singapura, alegadamente para tratar problemas oftalmológicos.

Robert Mugabe incita