Última hora

Última hora

Zimbabué: comissão eleitoral valida presidenciais apesar de denúncias de fraude

Em leitura:

Zimbabué: comissão eleitoral valida presidenciais apesar de denúncias de fraude

Tamanho do texto Aa Aa

“Umas eleições presidenciais justas e livres”, segundo a comissão eleitoral do Zimbabué e os observadores da União Africana, apesar das denúncias de fraude vindas da oposição.

O sufrágio, que opõe pela terceira vez o presidente Robert Mugabe ao primeiro-ministro Morgan Tsvangirai, decorreu esta quarta-feira, sem incidentes.

Os resultados devem ser conhecidos, o mais tardar, dentro de uma semana.

O escrutínio foi marcado por uma participação elevada, num momento em que poderá pôr fim a mais de trinta anos de presidência de Robert Mugabe.

O principal rival, Morgan Tsvangirai voltou ontem a denunciar irregularidades nos cadernos eleitorais, em especial cerca de dois milhões de nomes de eleitores falecidos.

A disputa em torno dos resultados da eleição tinha sido responsável, em 2008, por mais de 200 mortos, durante confrontos entre apoiantes dos dois rivais.

Desta vez, Mugabe afirma que está pronto a sair de cena, caso seja derrotado, mas o resultado final poderá voltar a ser desafiado, em especial, na ausência de observadores internacionais.