Última hora

Última hora

Berlusconi denuncia "assédio judicial"

Em leitura:

Berlusconi denuncia "assédio judicial"

Tamanho do texto Aa Aa

Silvio Berlusconi rejeitou a condenação por fraude fiscal e garantiu que não vai renunciar à política.

Numa mensagem vídeo, o ex-primeiro-ministro italiano queixou-se que “ninguém pode compreender o volume de agressões de que foi alvo, através de uma série de acusações e processos sem qualquer base de realidade. Um verdadeiro assédio judicial, sem paralelo no mundo civilizado”.

Berlusconi frisou também que “é preciso continuar a lutar pela liberdade, mantendo-se em campo”.

A equipa legal do líder da direita italiana admitiu recorrer a “instâncias europeias”.

O adiamento de uma eventual decisão sobre a interdição de ocupar cargos públicos permite, no entanto, que Berlusconi continue como senador e líder do Povo da Liberdade.