Última hora

Última hora

O contra-ataque de Berlusconi: Renovar o Força Itália "contra a justiça"

Em leitura:

O contra-ataque de Berlusconi: Renovar o Força Itália "contra a justiça"

Tamanho do texto Aa Aa

O espetro da instabilidade política paira sobre uma Itália parcialmente dedicada às férias de verão. O aparato mediático que se instalou em frente à residência de Silvio Berlusconi, em Roma, ilustra a gravidade do contexto. O Supremo Tribunal confirmou a condenação do antigo primeiro-ministro por fraude fiscal. Mas a interdição de exercer cargos públicos irá ser reavaliada por um tribunal de Milão. Il Cavaliere promete ripostar.

“Como paga por todo o empenho que demonstrei pelo meu país, ao longo de praticamente duas décadas, quase no final da minha carreira política, recebo como presente acusações e um julgamento baseados em nada. Querem tirar-me a liberdade pessoal e os direitos políticos”, declarou Berlusconi.

A idade avançada será argumento para contornar os quatro anos de pena de prisão a que foi condenado. Que consequências terá tudo isto sobre o governo? A formação de Enrico Letta depende do Povo da Liberdade, de Berlusconi, para continuar no poder.

Segundo o jornalista da euronews Enrico Bona, “Silvio Berlusconi recuou 20 anos na história da república italiana para propor a renovação do partido Força Itália como uma espécie de antídoto contra o sistema judicial. Resta saber se o seu apelo terá a mesma força do que em 1994.”