Última hora

Última hora

União Africana diz que eleições no Zimbábue foram "livres e credíveis"

Em leitura:

União Africana diz que eleições no Zimbábue foram "livres e credíveis"

Tamanho do texto Aa Aa

A missão da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral diz que as eleições no Zimbabué foram livres mas não se querer pronunciar sobre a “honestidade” do escrutínio.
Também a União Africana já considerou as eleições presidenciais “livres e… credíveis”. Uma declaração, não muito convicta, do antigo presidente da Nigéria Olusegun Obasanjo, que liderou a missão de observadores.

Os resultados da votação ainda não foram divulgados oficialmente mas o ministro da Justiça do Zimbabué, Chinamasa Patrick, garante que Mugabe venceu com uma larga vantagem.
Também Robert Mugabe, no poder há 33 anos, já reivindicou a vitória.

O candidato da oposição e primeiro-ministro do Governo de unidade nacional, Morgan Tsvangirai, ainda não reagiu publicamente aos resultados, mas já fez saber que considera estas eleições uma farsa e que devia ser declaradas nulas.