Última hora

Última hora

Egito: islamitas voltam a desafiar polícia e Exército

Em leitura:

Egito: islamitas voltam a desafiar polícia e Exército

Tamanho do texto Aa Aa

Os apoiantes do presidente deposto do Egito voltaram a desafiar o Exército e a polícia, com marchas no Cairo em direção às sedes das forças da ordem.

Apesar da tensão que paira no ar, os protestos desta noite na capital egípcia decorreram de forma pacífica.

Os manifestantes reclamam o regresso de Mohammed Morsi, primeiro presidente democraticamente eleito, destituído pelos militares a 3 de Julho. Um egípcio diz que participa na marcha “para defender o [seu] voto, por Morsi”. E garante que vai “lutar pelo [seu] voto”, lamentando que o Exército tenha “tirado pela força” aquele por quem votou.

Em tom de desafio, a Irmandade Muçulmana apelou aos apoiantes para reforçarem “pacificamente” os protesto centralizados em duas praças do Cairo, ocupadas há um mês pelos islamitas.

Durante o dia, as forças da ordem usaram gás lacrimogéneo e carregaram sobre manifestantes pró-Morsi junto a um complexo que alberga meios de comunicação egípcios, que os islamitas acusam de complacência face ao poder instituído pelos militares.