Última hora

Última hora

França: ataques contra turistas obrigam ao reforço da segurança

Em leitura:

França: ataques contra turistas obrigam ao reforço da segurança

Tamanho do texto Aa Aa

Assaltos cada vez mais violentos contra turistas obrigaram ao reforço da segurança em várias cidades francesas. Paris e Cannes, por exemplo, contam a partir de agora com mais agentes nas ruas e sinalização própria. O objetivo é evitar a fuga de turistas, essenciais para a economia francesa.

“Paris é uma cidade segura, mas estamos conscientes que os carteiristas e outras formas de violência ligadas à delinquência têm vindo a evoluir em França em todo o mundo” afirma o ministro do Interior, Manuel Valls.

Cerca de 30 milhões de pessoas visitam todos os anos a capital francesa. Os assaltos não demovem os turistas, mas obrigam a maiores cuidados

“Ouvi falar muito dos carteiristas em Paris e penso que a situação, neste momento, é complicada. Por isso, deixei a maior parte do meu dinheiro no hotel e trouxe apenas o necessário” afirma Julian Binenfeld, turista alemão.

Em abril, os seguranças do Museu do Louvre, em Paris, fizeram greve em sinal de protesto contra os repetidos ataques contra os visitantes, sobretudo, por parte de carteiristas.