Última hora

Última hora

Presidente Rohani inspira otimismo

Em leitura:

Presidente Rohani inspira otimismo

Tamanho do texto Aa Aa

Eleito para surpresa geral, no dia 14 de junho, Hassan Rohani, clérigo de 64 anos, conhecido como moderado aberto ao diálogo com o ocidente. O novo presidente da República Islâmica do Irão, deu provas da moderação no dia da sua eleição, com as seguintes palavras:

“Deram um voto de confiança ao sistema democrático e religioso do nosso país, o que foi um grande e sólido passo.. Isto dá-nos a possibilidade de continuar a defender o interesse nacional e continuar a gerir os nossos problemas com sabedoria.”

Foi uma juventude iraniana feliz que rejubilou com a vitória de Rohani. Espera-se que o novo presidente consiga relançar a economia, recupere o valor da moeda nacional, o Rail, e reduza o desemprego, mas também que levante algumas restrições e conceda mais liberdade.

Usando turbante branco, com barba grizalha, Hassan Rohani faz parte do círculo chegado de Hachemi Rafsanjani, que, tal como Kathami, apelou ao voto nele.

Desde sempre, mesmo antes da revolução, foi apoiante do fundador da República Islâmica, Iman Khomenei, foi deputado entre 1980 e 2000. É doutorado em Direito pela Uniiversidade de Glasgow e foi secretário do Conselho Supremo da Segurança Nacional. Nessa altura, dirigiu as negociações nucleares com os chefes da diplomacia francesa, alemã e britânica, entre 2003 e 2005.

Com os europeus, aceitou suspender o enriquecimento de urânio e a aplicação do Protocolo do Tratdo de não proliferação de Armamento Nuclear que aceitava as inspeções sem aviso das centrais nucleares iranianas.

O passado político deste presidente leva a crer no relançamento das negociações com o ocidente, como explica o analista iraniano Hossein Rouyvaran:

“Ao mesmo tempo que preserva o orgulho nacional, ele vai tentar reorientar as preocupações ocidentais e, de algum modo, apagar as impressões negativas da comunidade internacional em relação ao Irão”.

Segundo a Constituição, o poder de ação do presidente não é ilimitado, pelo contrário, principalmente sobre os dossiês estratégicos, como o nuclear. Cabe ao Guia Supremo, Ali Khamenei, pronunciar-se sobre a matéria…mas Rohani está bastante próximo dele e conseguir o consenso.