Última hora

Última hora

Rei de Marrocos promete inquérito depois de perdão concedido a pedófilo espanhol provocar vaga de contestação

Em leitura:

Rei de Marrocos promete inquérito depois de perdão concedido a pedófilo espanhol provocar vaga de contestação

Tamanho do texto Aa Aa

O Rei de Marrocos encontra-se numa posição embaraçosa, depois do perdão concedido a um pedófilo espanhol ter gerado um escândalo e forte contestação no país.

Mohamed VI anunciou a abertura de um inquérito para “determinar responsabilidades e as falhas que permitiram a libertação”.

Condenado em 2011 a 30 anos de prisão por ter violado onze menores, o homem de sessenta e cinco anos – que já terá saído do país – fazia parte de uma lista de 48 presos espanhóis amnistiados na terça-feira em nome das boas relações entre Marrocos e Espanha.

Milhares de marroquinos contestaram a decisão nas ruas de várias cidades, desafiando a repressão policial.

O palácio real afirmou, em comunicado, que o monarca “não foi informado (…) da gravidade dos crimes pelos quais o indivíduo foi condenado”, caso contrário “nunca teria autorizado” o perdão.