Última hora

Última hora

Penas de prisão de Khodorkovsky e Lebedev reduzidas

Em leitura:

Penas de prisão de Khodorkovsky e Lebedev reduzidas

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal da Rússia reduziu em dois meses as penas de prisão dos ex-magnatas russos do petróleo Mikhail Khodorkovsky e Platon Lebedev.

Detidos em 2003, foram condenados a 13 anos de prisão por fraude e evasão fiscal.

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem considerou o processo injusto, mas não o classificou como perseguição política, apesar dos dois homens serem importantes opositores do Presidente Vladimir Putin.

O advogado dos réus, Valdimir Krasnov, responsável pelos pedidos de recurso, disse que “se quiseremos usar a palavra justiça neste contexto, diria que é mais uma paródia da justiça. Desta vez levada a cabo pelo Supremo Tribunal Federal. Aos arguidos foi concedida uma generosa redução de dois meses. Embora, claro, dois meses na prisão seja bem diferente de dois meses em liberdade”.

Lebedev será libertado em Maio de 2014, enquanto que Khodorkovsky deverá sair em Agosto do mesmo ano.

Muitos analistas e investidores estrangeiros viram a prisão dos ex-magnatas como ponto de viragem na carreira de Putin, que chegou ao poder em 2000 e onde se tem mantido, ora como Presidente, ora como primeiro-ministro.