Última hora

Última hora

Polícia canadiana investiga ataque mortal de cobra pitão

Em leitura:

Polícia canadiana investiga ataque mortal de cobra pitão

Tamanho do texto Aa Aa

É um caso que está a chocar o Canadá e que parece levantar cada vez mais dúvidas. A cobra que matou dois rapazes de 4 e 6 anos, na pequena cidade de Campbellton, já foi abatida. As duas crianças, amigas do filho do proprietário da loja de animais exóticos que se situa por baixo do apartamento onde tudo aconteceu, dormiam na sala.

Um responsável da polícia local realça que este momento “está a ser muito dramático para os familiares. As autoridades iniciaram um inquérito porque houve duas mortes. O método é o mesmo que o seguido durante uma investigação criminal, mesmo que provavelmente não tenha passado do ato de um réptil.”

A cobra em questão, uma pitão africana, media mais de 4 metros e pesava 45 quilos. Terá asfixiado as duas crianças. Mas há especialistas que salientam que é muito raro esta espécie atacar humanos. “Este não é, de todo, um comportamento normal entre estes animais. Pode ver aqui uma boa e uma pitão muito calmas. Habitualmente, procuram os locais mais tranquilos. Não é da sua natureza ter um comportamento agressivo”, afirma Karim Daoudes, proprietário de uma loja de répteis em Paris.

Segundo a versão inicial, o animal teria fugido da loja e subido pelo sistema de ventilação. Mas, aparentemente, o dono guardava-a dentro do apartamento onde se deu a tragédia.