Última hora

Última hora

Novo protesto contra os indultos reais em Marrocos

Em leitura:

Novo protesto contra os indultos reais em Marrocos

Tamanho do texto Aa Aa

Rabat voltou a ser palco de protestos contra as polémicas amnistias concedidas pelo Rei de Marrocos a dezenas de presos espanhóis no fim de Julho.

Desta vez, os manifestantes contestavam a libertação de um traficante de drogas, Mohamed Mounir Molina, indultado quando se encontrava em prisão preventiva.

Um manifestante diz que “tal como frisou a imprensa, ele foi libertado quando ainda nem sequer tinha sido julgado”.

Outra afirma que todos os casos “estão relacionados” e que é mais uma prova de que “o indulto real é uma injustiça”.

O escândalo eclodiu com a libertação de um pedófilo espanhol condenado a trinta anos de prisão em Marrocos. Apesar de Mohamed VI ter anulado o indulto e recebido as famílias das vítimas de Daniel Galván, os protestos continuam.

As autoridades espanholas detiveram na segunda-feira o pedófilo, que se encontra em prisão preventiva a aguardar uma eventual extradição. O jornal El País apresenta Galván, de origem iraquiana, como um ex-espião ao serviço de Espanha durante a guerra no Iraque.