Última hora

Última hora

Bares gay britânicos boicotam vodca russa

Em leitura:

Bares gay britânicos boicotam vodca russa

Tamanho do texto Aa Aa

Vários bares gay do Reino Unido convocaram um boicote à venda de vodca russa em protesto contra a violência homofóbica e contra as novas leis russas que visam os homossexuais.

Os bares britânicos juntam-se assim ao boicote, convocado pelos proprietários de bares gay nos Estados Unidos da América.

Os promotores do protesto afirmam que “está a crescer o efeito cascata e que se no final do dia todos deixarem de comprar produtos russos eles vão sentir os efeitos,” afirma Gary Henshaw.

‘‘Penso que isto vai chamar a atenção para o problema, mas não tenho a certeza de que vá resolvê-lo. Mas certamente vai chamar a atenção e sensibilizar as pessoas para o que a população LGBT está a enfrentar na Rússia,” diz um simpatizante.

O norte-americano, Nick Symmonds, que participa este sábado no Mundial de Atletismo de Moscovo, criticou, a lei que pune a “propaganda da sexualidade não tradicional”, promulgada em junho por Vladimir Putin.

A legislação está na origem de apelos ao boicote dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, na cidade de Sochi, o que levou o Comité Olímpico a pedir, esta sexta-feira, esclarecimentos adicionais ao governo Russo.

O texto prevê multas, no caso de estrangeiros até 2300 euros, penas de até 15 dias de prisão e expulsão do país. Os críticos dizem que é omisso quanto ao que constitui propaganda, abrindo caminho à prisão a quem participar em marchas gay ou falarem público a favor dos direitos homossexuais.