Última hora

Última hora

República Centro-Africana: Ban Ki-moon apela ao fim da impunidade

Em leitura:

República Centro-Africana: Ban Ki-moon apela ao fim da impunidade

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da ONU pede ações contra os rebeldes da coligação Séléka na República Centro-Africana.

A violência no país já provocou perto de 300 mil refugiados. A ajuda humanitária não chega às zonas mais remotas, uma situação que o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas quer mudar.

A República Centro-Africana está mergulhada no caos e a capital, é disso exemplo. Em Bangui, as pilhagens, violações e agressões são diárias. A cidade caiu nas mãos dos rebeldes, no final de março, depois de uma ofensiva para derrubar o Presidente François Bozizé.

A primeira ofensiva remonta a dezembro de 2012 para exigir o cumprimento dos acordos de paz assinados com o governo entre 2007 e 2011.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas pode avançar com medidas já na próxima semana para acabar impunidade que reina no país. Uma das medidas pode passar por apoiar uma nova missão Internacional sob a égide da União Africana.