Última hora

Última hora

Fim de Ramadão mortífero no Iraque

Em leitura:

Fim de Ramadão mortífero no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Fim de Ramadão sangrento no Iraque, a fazer mais de meia centena de mortos, este sábado, em atentados um pouco por todo o país.

Numa altura em que a população celebra o Eid, o final do mês sagrado do Islão, o Iraque foi alvo de uma nova vaga de atentados que fez perto de 60 mortos em vários pontos do país e cerca de duas centenas e meia de feridos. Só em Bagdade, registaram-se 12 ataques coordenados, todos com carros armadilhados, tal como no resto do país. O balanço de vítimas na capital ultrapassou os 30 mortos.

A violência voltou em força ao Iraque e receia-se o regresso da guerra civil depois de, no mês passado, centenas de prisioneiros, entre os quais muitos altos responsáveis da Al-Qaida, terem conseguido evadir-se da prisão com o apoio da rede terrorista local.

Só em julho, os atentados fizeram mais de 1000 mortos no Iraque, segundo as Nações Unidas, o balanço mais sangrento nos últimos cinco anos.

Segundo os analistas, a violência pode ainda agravar-se devido à situação de paralisia política que o Iraque atravessa e à guerra que lavra na vizinha Síria.