Última hora

Última hora

Iraque: Sábado particularmente violento

Em leitura:

Iraque: Sábado particularmente violento

Tamanho do texto Aa Aa

No Iraque, os atentados perpetrados no sábado em todo o país causaram a morte a mais de 60 pessoas e feriram cerca de 300.

Dirigidos contra bairros sunitas e xiitas, com especial incidência em Bagdad, são descritos como os mais mortíferos dos últimos cinco anos.

Os atentados com viaturas armadilhadas, bombas e armas visaram comunidades que celebravam o Eid al-Fitr, a festa que marca o fim do mês de jejum do Ramadão.

O mês sagrado do Ramadão foi especialmente violento no Iraque, com cerca de 800 pessoas mortas em atos de violência.

Entre os atentados registados conta-se um ataque a uma mesquita xiita de Kirkuk que matou uma pessoa e feriu cinco.

“Não temos ninguém que nos defenda, ninguém que nos apoie, ninguém que esteja do nosso lado. Desafio as autoridades, incluindo o governador e outras entidades, para virem cá e cuidar de nós. Ninguém virá”, disse um habitante xiita.

No Iraque receia-se o regresso da guerra civil depois de, no mês passado, centenas de prisioneiros, entre os quais altos responsáveis da Al-Qaida, terem conseguido evadir-se da prisão com o apoio da rede terrorista local.