Última hora

Última hora

Paris made in China ainda longe dos objetivos

Em leitura:

Paris made in China ainda longe dos objetivos

Tamanho do texto Aa Aa

Paris é o destino turístico preferido dos chineses ricos. Pragmáticos como são, resolveram reproduzir a Cidade Luz a 6000 km da capital francesa, no leste da China.

Têm mesmo uma cópia da Torre Eiffel, com 108 metros de altura, prédios com que lembram os de Paris, jardins à francesa. Salvo os habitantes, cerca de 20 mil, tudo parece Paris made in China..

O complexo residencial Tiandu Cheng (“Cidade do Céu”), foi construido a 200km de Xangai, perto da cidade turística de Hangzhou, A obra, de 2007, está praticamente deserta.

Apesar do ar de abandono, os responsáveis da empresa consideram que a operação comercial vai resultar.

Chen Zhengwei :

“Hangzhou é uma cidade turística e, neste sentido, parece-se com França. Os franceses vivem em busca do amor, da tranquilidade e também gostam de viajar, o que também acontece em Hangzhou. Neste sentido, esta importação corre sobre rodas, o que é normal.”

A renda de um apartamento de 300 m2 é de cerca de 500 euros por mês, o bairro tem capacidade para 10 mil pessoas mas os Media locais consideram o local fantasmagórico. Os promotores recusam divulgar o número de habitações vendidas. Quem lá vive, mantém o otimismo, como no caso de Zeng Zeng, que vive aqui há três anos:

“Penso, simplesmente, que o valor popular não amadureceu. Tianducheng vai encher-se, mais tarde, e tem um grande potencial de desenvolvimento. Não estou de acordo com os que chamam a isto cidade fantasma”.

A lista de cidades fantasma na China continua a crescer São erguidas em poucos meses e são sinónimo de despesismo exagerado e endividamento das autarquias. A mais célebre é Ordos, na Mongólia Interior, os preços caíram para um terço em, apenas, um ano.