Última hora

Última hora

Mafioso que inspirou Martin Scorsese foi considerado culpado de 31 crimes

Em leitura:

Mafioso que inspirou Martin Scorsese foi considerado culpado de 31 crimes

Tamanho do texto Aa Aa

Culpado. Foi o veredito atribuído a James “Whitey” Bulger, um dos mais célebres criminosos americanos, o poderoso padrinho da máfia de Boston durante as décadas de 70 e 80 que viu confirmadas 31 das 32 acusações que pendiam sobre ele, entre elas 11 homicídios.

A lista é longa: corrupção, extorsões, lavagem de dinheiro, tráfico de droga. O júri do Tribunal Federal de Boston deliberou ao longo de cinco dias. A pena só será anunciada no dia 13 de novembro. Mas tudo indica que Bulger, de 83 anos, irá passar o resto da vida na prisão.

Patricia Donahue, mulher de uma das vítimas, contou como foi difícil conter as emoções quando os jurados declararam que Bulger era culpado da morte do seu marido.

Mesmo assim, a defesa deverá apresentar recurso. As ligações perigosas entre o líder mafioso e agentes corruptos do FBI, a quem fornecia informações a troco de imunidade, terão conduzido ao seu desaparecimento súbito em 1994, uma vez que a detenção estaria iminente. Esteve anos a fio na lista dos “mais procurados” dos Estados Unidos. Acabaria por ser encontrado em 2011, em Santa Mónica, na Califórnia.

O seu percurso inspirou livros e o filme “The Departed” (“Entre Inimigos”), de Martin Scorsese, através dum personagem incarnado por Jack Nicholson. A estória foi recompensada com quatro óscares em 2007.