Última hora

Última hora

Obras de arte substituem anúncios no Reino Unido

Em leitura:

Obras de arte substituem anúncios no Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

As ruas de Londres tornaram-se numa autêntica galeria a céu aberto.

Integrado no projeto “Art Everywhere”, os cartazes publicitários em paragens de autocarro, estações de comboio e metro, foram substituídos por obras de arte de artistas britânicos.

As 57 peças expostas foram escolhidas nos últimos meses, pelos britânicos, nas redes sociais.

Para uma jovem britânica, “enquanto estudante de ‘design’ considero fantástico podermos ver arte, espalhada pela capital. Está acessível a todos aqueles que não costumam ir a galerias de arte.”

“Penso que é uma ideia maravilhosa e ela representa uma bela mulher, na paragem de autocarro, mas tenho um pressentimento terrível de que no fim a publicidade vai vencer,” teme esta britânica.

“The lady of Shalott”, de William Waterhouse, foi a obra que reuniu o maior consenso dos britânicos.

A mostra pública demorou 4 meses a preparar.

“‘Art Everywhere’ é uma daquelas ideias brilhantes que aparecem uma vez em cada geração. A ideia é muito simples, pedir à nação que escolha as 50 obras de arte que prefere. Depois de votar, imprimimo-las e colocámo-las em 22 mil cartazes, por todo o país,” conta o assessor de imprensa do Tate Modern de Londres, Marc Sands.

“Art Everywhere”, em qualquer rua, em qualquer cartaz, no Reino Unido até 25 de agosto.