Última hora

Última hora

Presidente italiano afirma que sentença de Berlusconi é irreversível

Em leitura:

Presidente italiano afirma que sentença de Berlusconi é irreversível

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente italiano, Giorgio Napolitano, afirmou, esta terça-feira, que a sentença de prisão imposta a Silvio Berlusconi, por fraude fiscal, é irreversível, que deve ser aplicada e que não vai perdoar o antigo primeiro-ministro.

Em comunicado Napolitano afirma que “cabe ao Presidente da República, depois de um exame objetivo e rigoroso, ver se há condições que motivem um ato individual de clemência que possam afetar o cumprimento das principais condições da sentença.”

O antigo primeiro-ministro italiano foi condenado, há duas semanas, a um ano de prisão efetiva por fraude fiscal.

O partido de centro-direita, Povo da Liberdade, fundado por Berlusconi, que faz parte da coligação governamental, está a pressionar Napolitano para que conceda um perdão presidencial e ameaçou abandonar o executivo de Roma caso a sentença fosse confirmada.

O chefe de Estado não excluiu ainda um perdão presidencial ao “il cavalieri” mas revelou que ainda não lhe chegou qualquer pedido, nesse sentido às mãos.