Última hora

Última hora

Sexta-feira de alto risco no Egito

Em leitura:

Sexta-feira de alto risco no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

Há o risco de um outro banho de sangue no Egito, depois dos eventos da passada quarta-feira, altura em que o exército desmantelou à força acampamentos de manifestantes instalados em duas praças do Cairo.

As manifestações dos apoiantes de Morsi começaram hoje, logo após as orações da tarde. Os manifestantes convergem para as principais praças do país. A Irmandade Muçulmana apela a uma “jornada de fúria” no país e o exército afirma que qualquer pessoa que seja considerada uma potencial ameaça pode ser abatida.

O apelo surtiu efeito. As imagens chegadas da Ponte 15 de Maio ilustram esta saída às ruas. Agrupamentos de pessoas dirigem-se para a praça Ramzés, a algumas centenas de metros da famosa praça Tahrir e já houve lugar para confrontos durante esta jornada.

Um dos países mais influentes do mundo árabe está em estado de emergência. Os especialistas chegam a afirmar que os egípcios estão mais divididos do que nunca e que seguem agora pela via da luta armada.

Nas últimas horas, o exército reforçou o dispositivo de segurança em vários pontos estratégicos do Cairo. As forças estão dispostas a disparar perante qualquer ataque hostil. Mais de seis centenas de pessoas foram mortas, e milhares feridas, desde a passada quarta-feira.


  • Egypt in lockdown

    PHOTO CREDITS:Anadolu Ajansi

euronews em direto